A ICOMM participou do Webinar ¨Insights do Benchmark de Entregabilidade 2020¨, realizado pela Validity. Foram analisados mais de 2 bilhões de e-mails promocionais enviados em 2019 por milhares de remetentes em mais de uma dúzia de setores com o objetivo de identificar quantos e-mails foram entregues na caixa de entrada, spam ou totalmente bloqueados.

Entregabilidade

A entregabilidade dos emails na Caixa de Entrada é uma das principais preocupações quando disparamos campanhas. Porém, em muitos casos, as empresas não têm conhecimento sobre os principais pontos que podem decidir se a sua comunicação será entregue na Caixa de Entrada, no Spam, ou se será totalmente bloqueada.

Esses quesitos são: reputação (autenticação, permanência de envio, feedback do usuário, limpeza da lista), conteúdo e engajamento. Cada serviço de email estabelece mais ou menos peso para cada um deles.

Brasil

No Brasil, a porcentagem de Taxa de Entrega na Caixa de Entrada é de 81%. O país apresentou um aumento de 1% em relação ao ano passado. Esse número indica uma maturidade do mercado por causa do menor número de mensagens bloqueadas. Porém, se pensarmos na expectativa para a LGDP (adiada para janeiro de 2021), a melhora ainda é tímida, reforçando a ideia de que as empresas ainda não começaram a se adaptar. Vale lembrar que, na Europa, as empresas que mais perderam clientes foram as que demoraram mais para implementar as mudanças.

Veja a tabela com os principais países (Porcentagem de Taxa de Entrega na Caixa de Entrada)

Alemanha 74%
Argentina 89%
Brasil 81%
Canadá 89%
EUA 82%
França 89%
Reino Unido 87%

 

Outros insights

No Reino Unido, desde o GDPR, é comum o reabastecimento dos leads com pedidos dos emails do clientes nos caixas das lojas físicas.

A Alemanha, uma das maiores potências econômicas do mundo, tem um dos piores desempenhos. Vale lembrar que a distribuição dos seus provedores de email é muito diferente do resto do mundo, pois 2 provedores locais tem mais de 40% de participação.

Na França, que apresenta um ótimo desempenho, é tendência observar uma grande quantidade de comunicações de relacionamento.

Entre em contato com a equipe da ICOMM para conhecer mais sobre o mercado e atualizar as suas estratégias!