Na jornada do consumidor, as marcas devem ter parceiros estratégicos que as ajudem a gerar conversas reais com seus clientes e, dessa forma, potencializar suas conversões. 

O grande desafio que surge é entender as necessidades dos consumidores em tempo real.

A icomm surge como um aliado indiscutível para apoiar as empresas neste caminho. 

Conversão e conversa andam de mãos dadas.

Todas as marcas buscam aumentar sua conversão, mas muitas vezes não levam em conta que para isso precisam gerar boas conversas com seus clientes, pautadas por dados. 

Uma vez que as marcas obtêm dados de seus clientes, elas precisam ser capazes de processá-los e analisá-los. as ferramentas da icomm, são aliados fundamentais para que as marcas gerem feedback e interações valiosas. 

A icomm permite automatizar diferentes processos dentro da sua nuvem de marketing unificada e gerar ações com base em dados. Dessa forma, as marcas podem responder ao comportamento do consumidor em tempo real para impulsionar o crescimento da conversão. 

Esse vai e vem tem que ser fluido e sustentado ao longo do tempo para que criar conversa implique, por sua vez, alcançar a conversão, melhorar a experiência do cliente e aumentar o valor da vida útil. 

Você também pode estar interessado nesta nota sobre Zero Party Data, ou seja, os dados que um cliente compartilha intencional e proativamente com uma marca, incluindo preferências, intenção de compra, contexto pessoal e a forma como a pessoa deseja ser reconhecida pelo marca.

Conversas Orientadas a Dados.

“Os hábitos de consumo são situacionais e mudam de um segundo para outro. A única maneira de abordá-los é por meio de um olhar Data Driven”.

Hernán Litvac, cofundador da icomm. 

Hoje, é fundamental que o marketing coloque o consumidor no centro e alinhe os produtos e serviços da empresa aos consumidores mais valiosos, ao longo do tempo. 

O marketing sustentável implica, por sua vez, que os valores da marca coincidam com os valores dos consumidores

Marcas que entendem as comunidades com as quais interagem realmente se beneficiam do círculo virtuoso das “conversas e conversões”. 

Um dilema que todos tentam resolver é: o que vem primeiro, a conversão ou a conversa? Não há resposta correta, ambas as opções são possíveis. O certo é que se nunca houver uma conversa, as conversões deixarão de aparecer e isso é o fim da nossa marca. 

Coloque o consumidor no centro.

Qual é a chave?

Coloque o consumidor no centro e seja guiado pela perspectiva de dados e informações. É importante entender que nosso público está mudando o tempo todo e temos que acompanhar essas mudanças. Para isso, nosso grande aliado é o Data Driven.

Quando conseguimos colocar o consumidor no centro, construímos conversas reais que levam em conta seus reais interesses e motivações. 

Nesta campanha da H&M podemos ver um bom exemplo de como pensar o consumidor, compreender as suas necessidades e ouvir as transformações. 

Moda sustentável por meio de roupas recicladas (2015) 

Temos que quebrar as regras em relação ao consumidor. O consumidor busca a nossa marca por diversos canais e esse comportamento muda e é dinâmico. Devemos gerar macro e micro segmentos dinâmicos e visar a segmentação comportamental. 

Se tivermos uma abordagem centrada no consumidor, o resto do ecossistema seguirá o exemplo. Dessa forma, é gerada uma grande cadeia de valor e uma melhor experiência para o consumidor. 

Quer saber mais? 

Não deixe de entrar em contato com a nossa equipe! Em 24 horas você pode ter o ecossistema da icomm como parte de sua estratégia omnichannel: br@icommkt.com